Qual a importância do descarte correto de entulho em uma obra?

6 minutos para ler

A geração de resíduos sólidos é um tema que merece atenção especial em todos os segmentos, inclusive na construção civil. Com o cenário ambiental preocupante, é extremamente necessário desenvolver atividades econômicas com responsabilidade ambiental.

Nesse contexto, realizar a destinação correta do entulho, que é o principal resíduo gerado no setor construtivo, é indispensável para contribuir com o meio ambiente e permanecer em conformidade com os requisitos legais.

A fim de garantir que o manejo e o descarte de entulho sejam corretos, é fundamental compreender melhor o assunto. Para ajudar, confira, neste post, qual a importância e como fazer a destinação correta do resíduo da obra, e, ainda, como garantir a regularidade e evitar impactos ambientais.

Quais resíduos são considerados entulhos?

O entulho é o resíduo gerado na construção civil e suas atividades, como edificações, demolições, reformas, escavações e qualquer outro tipo de processo construtivo. É um material que, na maioria das situações, é heterogêneo, ou seja, composto por um conjunto de fragmentos de insumos usados na obra. Por exemplo:

  • argamassa;
  • compensados;
  • concretos;
  • fiação;
  • forros de gesso;
  • louças;
  • madeiras;
  • metais;
  • papelão;
  • plásticos;
  • telhas;
  • terra e areias;
  • tijolos, blocos e cerâmicas;
  • tinta e outros produtos químicos;
  • vidros.

Assim, entende-se que o entulho é formado por diversos materiais residuais, de tipos e tamanhos distintos. É um resíduo que tem grandes potenciais de contaminação, por isso, é importante garantir a destinação ambientalmente correta. 

Por que adequar o descarte de entulho é fundamental?

O entulho é um resíduo que mantém suas características durante o processo de decomposição, isso significa que levam milhares de anos para se decompor totalmente.

Dessa forma, quando descartados de maneira irregular, causam um impacto ambiental significativo para o meio ambiente e sociedade, pois, se depositado em locais públicos, pode servir de abrigo para pragas e vetores, aumentando a incidência de doenças.

Além disso, o entulho é um grande contaminante do solo e dos recursos hídricos, e ainda causa assoreamento de corpos d’água, por conta dos detritos transportados pela chuva. Garantir o descarte adequado é fundamental para evitar todos esses problemas e ainda ficar em dia com a legislação.

Quais as exigências legais e penalidades pelo descarte incorreto?

O primeiro ponto evidente em qualquer legislação é que, descartar entulho em locais públicos, lixões, aterros clandestinos, lotes vagos ou qualquer local impróprio, é uma prática ilícita e passível de punições.

As referências legais em âmbito federal é a Resolução CONAMA 307/2002 e a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Elas determinam que a responsabilidade do gerador dos resíduos da construção civil é providenciar o processo correto de armazenamento e destinação, incluindo a corresponsabilidade pelo transporte.

É importante salientar que, ainda existem regulamentações em âmbito estadual e municipal, as quais estabelecem o procedimento para o gerenciamento de resíduos da construção civil de forma mais específica.

Os órgãos ambientais do estado e municípios também são responsáveis pela fiscalização e aplicação de penalidades, que podem ser desde multas até embargos, dependendo da situação.

Como fazer o descarte correto do entulho?

Um fato positivo é que o entulho é passível de reaproveitamento. Isso da margem para encontrar formas adequadas e sustentáveis de destinar esses resíduos, eliminando os impactos ambientais das práticas irregulares.

O descarte consciente é muito mais que uma exigência legal, é uma forma responsável de contribuir com o meio ambiente e proporcionar benefícios para a obra. Veja dicas relevantes para o descarte de entulho correto.

Atente aos diferentes tipos de resíduos

O primeiro passo é conhecer as características do resíduo gerado na sua obra para, só então, providenciar a forma de armazenamento temporário, transporte e destinação adequada. Como o entulho é composto de diferentes materiais, é importante ter cuidado e evitar a mistura de resíduos químicos com os demais.

Conheça a legislação

Conhecer o que as legislações federais, estaduais e municipais determinam para o gerenciamento de resíduos é indispensável, a fim de proporcionar as diretrizes corretas para o descarte adequado do resíduo e evitar práticas que podem causar punições.

Contrate uma empresa especializada

Quando se trata de resíduos, as leis abrangem o armazenamento, transporte e a destinação final. Todos esses aspectos devem estar devidamente regularizados e, se for preciso, contrate empresas licenciadas e especializadas.

É um investimento e proporciona tranquilidade, já que a empresa agiu preventivamente, pois elimina toda a possibilidade de ser multada por infringir a lei.

Busque soluções de reciclagem e reaproveitamento

A preocupação com o meio ambiente e a necessidade de promover a sustentabilidade têm contribuído para as possibilidades de reciclagem e reaproveitamento do entulho.

Consulte na sua região quais as formas sustentáveis para destinar o resíduo, evitando o destino ao Aterro Sanitário, que são estruturas com vida útil limitada e precisam receber apenas o que realmente não pode ser reaproveitado.

Como a tecnologia pode ajudar?

Com o avanço da tecnologia, foram desenvolvidas ferramentas digitais que auxiliam as empresas a ter maior controle da gestão de insumos e resíduos, garantindo que as atividades sejam executadas da melhor forma possível.

Todos os pontos podem ser geridos com informações precisas e realistas, por meio de relatórios completos que apresentam tudo de forma detalhada e bem organizada. É uma alternativa moderna, que evita erros comuns no gerenciamento de uma obra.

Os softwares permitem que a equipe de gestão tenha conhecimento em tempo real de tudo que é relacionado aos insumos e resíduos, com a conectividade necessária para que a informação chegue onde precisa, otimizando o tempo das ações e elevando, consideravelmente, a produtividade e eficiência.

Devido a essa tecnologia, é possível ter um monitoramento próximo com todas as informações de forma intuitiva, fácil e prática, colaborando para ter maior embasamento e segurança nas decisões.

Empresas que investem em um descarte de entulho adequado, priorizando formas de reutilização, reciclagem e que estão dentro da lei, contribuem, significativamente, para reduzir os impactos ambientais da construção civil e os custos da obra. Portanto, é imprescindível estabelecer um gerenciamento de resíduos eficiente e contar com o apoio da tecnologia para garantir uma gestão perfeita da obra.

Compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais, garanta que seus amigos e colegas de profissão também entendam a relevância desse tema!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.