Patologias na construção civil: o que são e quais são as principais?

  1. Início
  2. Construção
  3. Patologias na construção civil: o que são e quais são as principais?

As patologias na construção civil acontecem quando uma edificação apresenta defeitos, que podem acabar comprometendo o desempenho das funções para as quais ela foi planejada. Para evitar que isso ocorra, devem ser tomados alguns cuidados durante a execução do empreendimento, como a escolha de bons materiais e mão de obra qualificada.

Ao apresentar algum desses defeitos, deve ser feito o reparo adequado, para que os problemas da estrutura não se tornem piores e não comprometam a segurança dos usuários. Se você quer conhecer mais sobre as patologias na construção civil, confira este artigo que preparamos!

O que são patologias na construção civil?

As patologias na construção civil podem ser definidas como defeitos que ocorrem em determinados locais da estrutura. Diz-se que uma construção apresenta uma patologia quando ela não atende de forma adequada uma ou mais funções para as quais foi designada. Com isso, o reparo desses problemas visa recuperar essas funções. O termo patologia surgiu na medicina, em que o estado patológico significa estado doentio e de falta de saúde. No setor da construção civil, o sentido é o mesmo.

O surgimento de patologias pode ter distintas razões, que vão desde a falta de planejamento, armazenamento incorreto de materiais e más condições de trabalho, até a ineficiência nos serviços da mão de obra. Os motivos mais comuns são:

  • falhas na execução;
  • baixa qualidade dos materiais;
  • falta de manutenções adequadas;
  • armazenamento inadequado de matérias-primas;
  • não cumprimento das normas técnicas;
  • erros na manipulação dos materiais e má utilização dos equipamentos;
  • falta de atenção dos trabalhadores e gestores.

Negligenciar qualquer um desses fatores causa a desvalorização do imóvel, o que impacta de maneira negativa na reputação da construtora, além de comprometer o andamento da obra. Sendo assim, é fundamental analisar todas as condições de trabalho para identificar qualquer problema que venha a comprometer a edificação.

Quais são as principais patologias nas construções?

As patologias nas construções podem ser apenas detalhes superficiais e estéticos ou importantes problemas estruturais que comprometem a segurança dos usuários. Veja agora as principais patologias na construção civil.

Infiltração

Os problemas de infiltração acontecem, na maioria dos casos, por falhas na instalação hidráulica. Como consequência, aparecem manchas úmidas nas fachadas, paredes, pisos e teto, que podem ser bastante difíceis de solucionar.

A umidade pode danificar aparelhos eletrônicos e as instalações elétricas da edificação, além de afetar a saúde dos moradores. Esse é um dos problemas que mais causam queixas entre moradores e proprietários de imóveis.

Carbonatação

A carbonatação, que é a corrosão do aço, acontece pela atuação de agentes químicos. O concreto atua como protetor das armaduras, evitando que elas sejam danificadas por processos corrosivos. No entanto, quando o gás carbônico consegue penetrar os poros do concreto, ele reage com a umidade do ar e forma acidez, que chega até o aço.

Para prevenir esse problema, é preciso verificar se as armaduras estão devidamente colocadas antes da concretagem, de forma a evitar que elas se desloquem durante o derramamento do concreto.

Fissuras

O acabamento da obra pode ficar comprometido quando aparecem rachaduras no concreto. Esses defeitos, mesmo que pequenos, podem significar falhas graves na execução da estrutura. São classificáveis em três tipos:

  • fissuras: são aberturas estreitas e alongadas que podem aparecer na superfície de um material, com até 1 mm de espessura. Geralmente, são superficiais e de gravidade menor. Contudo, toda rachadura começa como uma simples fissura e, por isso, é importante acompanhar se ela se desenvolve;
  • trincas: as trincas são mais profundas e acentuadas que as fissuras. Para classificar uma abertura como trinca, deve haver a “separação entre as partes”, ou seja, ocorre quando o material está separado em dois e a espessura é de 1 a 3 mm;
  • rachaduras: as rachaduras, por serem mais complexas, requerem uma manutenção especializada. Elas apresentam espessura acima de 3 mm, separando o elemento em duas partes com aberturas grandes, sendo bem simples de notar a sua presença. Quando acontecem em vigas, lajes, pilares e fundações, as rachaduras são consideradas mais graves, pois podem interferir em toda a estrutura da construção.

Além disso, as fissuras podem ser classificadas com base no seu agente causador. Os mais conhecidos são:

  • sobrecarga e acúmulo de tensão: quando a carga colocada sobre uma estrutura é maior do que a máxima estimada em projeto;
  • retração de cimento: quando o concreto é preparado com uma uma grande quantidade de água, o volume do material acaba reduzindo muito após a secagem, o que interfere na movimentação das peças estruturais. Quando a tensão é maior do que a resistência à tração do concreto, aparecem as chamadas fissuras de retração;
  • movimentação térmica: a variação de temperatura ao longo do dia pode ocasionar a dilatação da estrutura e, consequentemente, o aparecimento de aberturas;
  • recalque de fundação: acontece quando parte do solo afunda, inclinando a construção e causando fissuras que surgem na direção do maior nível de rebaixo.

Bolhas

As bolhas podem aparecer sob películas de tinta, gesso ou texturas, e acontecem pela presença de ar ou água. Para evitar essa patologia, são utilizados produtos como impermeabilizantes e aditivos antiespumantes.

Como tratar as patologias na construção civil?

Cada patologia tem uma solução particular, que deve ser avaliada por um profissional qualificado para descobrir qual é a melhor maneira de reparar o problema. Muitas vezes, tratar apenas a rachadura ou mancha de infiltração não acaba com o transtorno, pois a causa da patologia pode ser mais complicada do que aparenta.

Por isso, o mais correto é procurar e identificar os sintomas das patologias, para que seja produzido o diagnóstico correto. Com os devidos reparos, as funções da edificação podem ser totalmente recuperadas.

Como você viu, as patologias na construção civil são alguns problemas que podem aparecer em uma obra já pronta, e que devem ser corrigidos o mais rápido possível para não comprometer a segurança dos usuários. Ainda assim, a melhor maneira de evitar as patologias é ter uma boa gestão de obra, o que garante resultados de qualidade e uma comunicação eficiente durante todas as etapas.

Se você gostou deste artigo, compartilhe-o nas redes sociais para que mais pessoas conheçam as principais patologias na construção civil!

Construção
Talvez você também goste:

Receba conteúdos em seu e-mail!

    Conteúdos recomendados

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Preencha esse campo
    Preencha esse campo
    Digite um endereço de e-mail válido.
    Você precisa concordar com os termos para prosseguir