Gestão de equipamentos na construção civil: 7 dicas de como fazer

  1. Início
  2. Segurança
  3. Gestão de equipamentos na construção civil: 7 dicas de como fazer

Com impacto direto na redução de custos e aumento da produtividade em projetos de edificação, a gestão de equipamentos na construção civil é fundamental para o sucesso de empresas do segmento.

A prática consiste no processo de identificar, adquirir e administrar o uso de equipamentos durante a execução dos projetos. Seu objetivo é otimizar o orçamento disponível, garantir a qualidade dos itens, bem como minimizar problemas como danificações, perdas e furtos.

Para que sua empresa possa realizar uma boa gestão de equipamentos na construção civil, listamos 7 práticas que não podem ser esquecidas nesse processo. Continue a leitura e confira!

1. Invista em equipamentos de qualidade

O primeiro passo para ter uma gestão de equipamentos eficiente é adquirir itens de qualidade e de forma otimizada. Para isso, é preciso estudar o mercado e conhecer as opções disponíveis, bem como entender os objetivos da empresa e seu orçamento.

Considerando essas informações, o time responsável deve decidir entre comprar ou alugar equipamentos, escolher parceiros de confiança e definir um cronograma — adquirir, receber e devolver itens em casos de locação.

O ideal é que a empresa invista em parcerias de qualidade, ou seja, que não opte por fornecedores sem referências e que apenas oferecem o preço mais baixo. Equipamentos de qualidade duram mais, exigem menor manutenção e apresentam menor risco de causar acidentes.

2. Considere o uso de um consórcio

Na construção civil, a aquisição de muitos maquinários pode representar um custo muito alto para o orçamento. Assim, uma opção interessante é investir em programas de consórcio, ou seja, pagar uma parcela mensal para a atualização de itens que a empresa possui.

Neste modelo, a empresa acumula o valor das mensalidades para poder dar um lance nos equipamentos quando for necessário — como no caso de uma substituição. Assim, o valor investido é menor do que o necessário para realizar um pagamento à vista.

Essa prática deve ser incluída na gestão de equipamentos, sendo considerada como um investimento contínuo em atualização dos maquinários de maior valor para o negócio.

3. Faça manutenção preditiva e preventiva

A manutenção preditiva consiste na prática de revisar todos os componentes dos equipamentos de forma consistente e periódica, a fim de identificar a necessidade de manutenção — como reposição de peças.

Já a manutenção preventiva se dá pela paralisação da operação por um curto período de tempo para avaliação e realização de manutenções nos equipamentos — como trocas de peças, reparos, lubrificação e limpeza.

Essas atividades devem ser realizadas de forma sistemática, ou seja, a gestão de equipamentos na construção civil deve conter um calendário para a manutenção preditiva e preventiva. Essas pausas devem ser consideradas no planejamento do projeto.

4. Capacite os colaboradores

Outra prática importante para o sucesso da gestão de equipamentos é oferecer treinamentos para os seus funcionários. Assim, eles conhecem os itens e sabem exatamente como fazer seu manuseio.

Essa prática resulta em diversos benefícios para a empresa. Entre eles estão o aumento da segurança dos profissionais, assim como a redução de erros e de problemas que possam danificar os equipamentos ou causar acidentes, comprometendo a segurança da equipe.

Além disso, a capacitação aumenta a produtividade da equipe. Isso acontece porque os profissionais sabem exatamente o que fazer com cada equipamento, quais ferramentas e outros instrumentos são necessários para o uso correto, e não se sentem perdidos durante o processo de construção.

5. Mantenha a organização dos equipamentos

Estabelecer um local apropriado para o armazenamento dos equipamentos também contribui para a uma gestão otimizada. O ideal é ter um espaço organizado, fechado e ventilado para itens de pequeno e médio porte — como ferramentas e equipamentos de proteção individual (EPI) e coletiva (EPC).

Essa prática evita problemas como perdas e furtos, além de minimizar a ocorrência de danos causados por exposição ao sol e à chuva. Assim, a necessidade de reposição e manutenção são menores, bem como os custos que delas resultam.

Além disso, quando os equipamentos são armazenados de forma organizada, o processo de contagem de inventário e compra de novos itens é facilitado. Os profissionais responsáveis podem rapidamente conferir as informações e identificar aqueles que estão em falta ou precisam ser repostos.

6. Faça monitoramento na obra

Além de ter um bom planejamento, adquirir equipamentos de qualidade e preparar o time, é importante realizar o monitoramento no canteiro de obras. Essa prática garante que os profissionais estão fazendo o manuseio e armazenamento correto dos itens.

Além disso, o monitoramento é importante para acompanhar o progresso da obra e captar dados importantes para a elaboração de documentos — como fichas de serviço e diários de obra. Essas informações também contribuem para a otimização da tomada de decisão.

7. Invista em um software de gestão de obras

Por fim, a maneira mais indicada para otimizar a gestão de equipamentos na construção civil é investindo num software de gestão de obras. Essa ferramenta automatiza processos e facilita todos os elementos da operação.

Assim como os equipamentos, o software escolhido deve ser de qualidade. O ideal é que o fornecedor tenha referências, experiência e ofereça uma solução completa para o gerenciamento de obras — incluindo personalização, implementação e suporte.

Uma boa ferramenta também permite o cadastro de dados de cada projeto de construção e oferece um ambiente para gerenciar informações, gerando gráficos e relatórios personalizados. Assim, a análise de processos e tomada de decisão são facilitadas.

Fica evidente que a gestão de equipamentos na construção civil é uma prática importante para o sucesso de qualquer empresa do segmento. Neste sentido, é fundamental que sua elaboração e execução sejam feitas de forma eficiente e por profissionais capacitados.

Além disso, é necessário aplicar as dicas apresentadas para otimizar todo o processo, principalmente o investimento em ferramentas de gestão. Essas práticas reduzem erros e aumentam a eficiência de todo o processo de implementação do projeto, garantindo mais lucratividade para o negócio e satisfação para o cliente.

Agora que você sabe como otimizar a gestão de equipamentos na construção civil, o que acha de investir em um software para isso? Entre em contato conosco do QualiTab e veja como podemos ajudar você!

Segurança
Talvez você também goste:

Receba conteúdos em seu e-mail!

    Conteúdos recomendados

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Preencha esse campo
    Preencha esse campo
    Digite um endereço de e-mail válido.
    Você precisa concordar com os termos para prosseguir