Confira como realizar o controle tecnológico do concreto em obras!

  1. Início
  2. Segurança
  3. Confira como realizar o controle tecnológico do concreto em obras!

O controle tecnológico do concreto é um procedimento extremamente importante para a construção civil, contribuindo para comprovar a qualidade e segurança em uma obra. Por exercer uma função estrutural, certificar que o concreto atende aos requisitos é imprescindível.

Nesse sentido, o controle tecnológico realiza ensaios para a análise do concreto em fase fresca e endurecida, avaliando diversos aspectos da produção — por isso, permite maior controle técnico da obra, o que é importante para os profissionais do setor.

Você sabe o que é o controle tecnológico do concreto? Para estruturas seguras, duráveis e de alta qualidade, conhecer esse procedimento é indispensável. Neste post, vamos mostrar o que é o controle tecnológico, como fazer e a importância para a sua obra! Continue a leitura e confira!

O que é o controle tecnológico do concreto?

O controle tecnológico do concreto é uma atividade que realiza ensaios e testes para analisar se o concreto atende aos requisitos para a qualidade e segurança. Ou seja, é um procedimento que analisa se a elaboração do concreto aconteceu da forma correta, e se o produto está resistente e durável.

Além de um requisito para a qualidade da obra, o controle tecnológico é um requisito da ABNT NBR 12655 – Controle Tecnológico dos Materiais Componentes do Concreto. Por isso, é importante que seja realizado em obras de todos os tipos, principalmente de médio e grande porte.

Como o procedimento funciona?

O controle tecnológico do concreto é uma atividade que funciona com a coleta de amostras do concreto endurecido e fresco. Essas amostras são chamadas de corpo de prova, sendo submetidas a análises de parâmetros específicos, tanto em campo quanto em laboratórios.

Dessa forma, o mais habitual é que os responsáveis pela obra contratem empresas específicas para esse serviço, que sejam acreditadas pelo INMETRO — embora muitos testes físicos sejam realizados pela própria construtora, no entanto, é aconselhável ir além e contar com apoio profissional especializado.

Portanto, o controle tecnológico funciona como um teste de resistência e durabilidade do concreto para identificar as reais características da composição. É o principal recurso para saber se uma estrutura atende aos requisitos mínimos exigidos pelas regulamentações técnicas.

Para que o controle tecnológico serve?

O objetivo do controle tecnológico do concreto é simples, analisar parâmetros técnicos das amostras e identificar a situação real, em relação à qualidade e resistência. Em outras palavras, o procedimento avalia se a composição e proporção dos componentes que foram o concreto foram executadas da maneira correta.

Diante disso, a atividade avalia de forma criteriosa diversos parâmetros, como:

  • resistência à compressão;
  • módulo de elasticidade;
  • absorção de água
  • efeitos sob temperaturas;
  • consistência;
  • proporções de preparo.

A partir da análise desses parâmetros, os profissionais têm a oportunidade de saber se o concreto atende aos requisitos da norma e aos objetivos da obra. Ou seja, se o produto é durável, resistente e proporciona a segurança para o uso, de acordo com o projeto.

Como realizar o controle tecnológico do concreto?

O processo para execução do controle tecnológico do concreto é específico e deve acontecer de acordo com as normas regulamentadoras. Para tanto, é fundamental contar com um laboratório especialista no assunto e que tenha equipamentos para as medições.

Além disso, quando a empresa adquire concreto usinado, é preciso avaliar junto ao fornecedor se os testes já foram realizados. No entanto, ainda assim existe a responsabilidade dos gestores da obra em fazer o procedimento de controle e garantir resultados sobre o concreto que está recebendo.

De maneira objetiva, veja como é realizado o controle tecnológico do concreto!

Realizar o controle dos materiais

O controle de materiais é uma etapa que consiste em analisar os componentes que formam o concreto, ou seja, o cimento, água, agregados, aditivos e adições. Sendo assim, é verificada a qualidade e proporção a fim de concluir se a mistura ocorreu da maneira ideal para o uso.

Identificar cada tipo de concretagem

Para coletar amostras e corpos de prova para o controle tecnológico do concreto, são consideradas cada tipo de concretagem. Dessa forma, os profissionais realizam as análises técnicas em todas as fases do concreto, o que oferece resultados mais consistentes.

As duas fases analisadas no controle tecnológico do concreto são:

  • concreto fresco: consiste na coleta de amostras e análises no ato do recebimento do concreto, para verificar se atende às condições contratadas;
  • concreto endurecido: são ensaios realizados em corpos de prova moldados no processo de concretagem, analisados após o endurecimento da amostra.

Utilizar tecnologia

A tecnologia voltada para a construção civil evoluiu bastante nos últimos anos e atualmente, é possível encontrar diversas inovações que agregam eficiência e qualidade. Exemplo disso, são os softwares de gestão e muitos outros recursos tecnológicos específicos para as obras.

Quando se trata do controle tecnológico do concreto, utilizar a tecnologia é imprescindível para ter resultados confiáveis. Os procedimentos de análise acontecem de forma precisa, com testes modernos e que demonstram a real situação, permitindo concluir se a obra terá todos os benefícios de uma estrutura bem composta.

Qual a importância de realizar o controle tecnológico?

O concreto é um material indispensável para as obras e um dos recursos mais utilizados no mundo, independentemente do porte da construção. Nesse sentido, ter estruturas seguras e duráveis é mais que uma vantagem, mas uma necessidade para o projeto.

Sendo assim, o controle tecnológico do concreto é a forma mais simples e eficaz de garantir que o concreto utilizado na obra, atende a todos os requisitos de segurança. Ou seja, é a melhor maneira para ter qualidade e contar com estruturas eficientes e que resistem a ação do uso e do tempo.

Além disso, o controle tecnológico é uma forma de preservar a construtora e demonstrar aos clientes que as leis e normas são priorizadas. Assim, os benefícios são notáveis e contribuem para gerar confiança e aprimorar a experiência do cliente.

Como você pode concluir, o controle tecnológico do concreto é um procedimento imprescindível para toda construtora que deseja oferecer o melhor ao cliente. Portanto, é um assunto sério e que não deve ser negligenciado para o crescimento sólido do negócio.

E aí, gostou do post? O controle tecnológico do concreto realmente é um tema importante para todo profissional da construção civil. Por isso, deixe aqui o seu comentário! Compartilhe conosco como foi sua experiência e opinião sobre o assunto!

Segurança
Talvez você também goste:

Receba conteúdos em seu e-mail!

    Conteúdos recomendados

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Preencha esse campo
    Preencha esse campo
    Digite um endereço de e-mail válido.
    Você precisa concordar com os termos para prosseguir