Qual é a importância das decisões baseadas em dados? Entenda

  1. Início
  2. Gestão da Qualidade
  3. Qual é a importância das decisões baseadas em dados? Entenda

Tomar decisões baseadas em dados se tornou uma prática muito utilizada por gestores dos mais diversos segmentos. Essa iniciativa ajuda a elevar os níveis dos resultados, otimizando a produtividade e garantindo mais eficiência nas estratégias adotadas. Decisões com base em hipóteses têm grandes chances de levar o negócio ao fracasso.

Escolher determinados processos e saber qual a melhor forma de implementá-los é uma etapa de bastante responsabilidade, e deve sem muito bem avaliada. Por isso, a tomada de decisão baseada em dados é essencial para garantir uma produção mais eficiente e resultados satisfatórios.

Quer saber mais sobre esse assunto? Neste post, vamos explicar como funciona e porque é tão importante tomar decisões baseada em dados. Confira!

O que é a tomada de decisões baseada em dados?

Acompanhar de forma adequada as métricas e resultados determina os rumos do seu negócio. A tomada de decisões baseada em dados impacta positivamente nos processos da sua empresa, já que, além de ser uma ferramenta importante, essa estratégia gera competitividade e consistência ao seu empreendimento.

Na era da transformação digital das empresas, todo o comportamento do negócio pode e deve ser registrado. Essas informações gerados ficam armazenadas em bancos de dados e são muito úteis para gerar valor ao negócio, quando usadas com inteligência.

Como funciona a tomada de decisões com base em dados?

As empresas mais tradicionais e que ainda não implantaram ferramentas tecnológicas em seus processos correm o risco de terem prejuízos e resultados medianos. Além disso, em um mercado cada vez mais moderno e automatizado, o modelo de gerenciamento com base no instinto de gerentes e diretores não suporta a competição.

A tomada de decisão baseada em dados oferece mais precisão nas escolhas e estratégias, além de possibilitarem um estudo mais profundo de cenários futuros, para avaliar qual será o resultado de cada caminho escolhido pela empresa.

Os dados armazenados pelo negócio facilitam a avaliação de determinadas informações relevantes, como a qualidade dos produtos, o valor a ser pago e o possível retorno que será obtido com aquela decisão. A necessidade de tomar escolhas rápidas é constante na vida do gestor e é preciso que ele esteja seguro quanto ao caminho escolhido.

Qual é a importância de tomar decisões baseadas em dados?

Boa parte das empresas do mundo, hoje em dia, se baseiam em dados na hora da tomada de decisão. Ferramentas são utilizadas pelos gestores para acompanhamento de métricas, coletar e avaliar informações dos seus clientes, do mercado e da concorrência. O cruzamento e avaliação dos dados ajudam a:

  • analisar melhor as expectativas dos clientes;
  • economizar recursos e matéria-prima;
  • otimizar a produtividade;
  • tomada de decisões mais assertivas;
  • reduzir riscos e custos.

Na construção civil, por exemplo, a análise de dados produz uma grande diversidade de informações que são usadas nos processos de gestão, nos orçamentos, para o controle de riscos e, também, para garantir melhores resultados. Desde a elaboração do projeto até a venda do imóvel, é possível usar ferramentas para lidar com mais eficiência em cada etapa desse processo.

Como tomar decisões baseadas em dados?

A tomada de decisão com base em dados evita que o gestor siga uma estratégia errada que possa comprometer o rendimento e a qualidade dos trabalhos. Com a coleta adequada das informações, é possível tomar decisões mais rápidas, precisas e menos arriscadas.

Ferramentas tecnológicas são capazes de agrupar informações históricas, favorecendo a análise de tendências e ações para o futuro do negócio. Veja algumas dicas de como tomar decisões baseadas em dados.

Identifique o problema

Para saber quais dados são precisos para a melhor tomada de decisão é preciso entender e identificar o problema. Se existe uma questão que precisa ser corrigida para melhoria dos resultados, é necessário que o gestor tenha conhecimento profundo deste problema para que saiba onde buscar a solução. Assim, fica mais fácil examinar e estudar os dados que se tem em mãos.

Defina indicadores

Outra dica muito importante é saber definir os indicadores que podem ser utilizados para a análise. É, a partir daí, que o gestor irá definir o ponto de partida para mapear as possíveis soluções e desenvolver melhores resultados. Atualmente, com o avanço tecnológico, toda ação de uma empresa pode ser mensurada.

Busque pela melhor fonte de dados

Para traçar as melhores estratégias, é preciso que o gestor saiba de onde serão retirados esses dados. Casos em que os dados serão passados para fora da empresa, como banco de dados e mídias sociais, é necessário se atentar para a confiabilidade das informações, evitando que sejam tomadas decisões errôneas que prejudiquem a imagem da empresa.

Agrupe dados padronizados

Nem sempre o gestor consegue agrupar dados e informações de forma manual e eficiente. Nesses casos, a melhor alternativa é buscar por ferramentas que conseguem coletar e estruturar todos os dados de forma automática e classificá-los de maneira padronizada. Assim, o gestor consegue extrair o melhor desses indicadores.

Tenha um software confiável

Muitos dados e informações das empresas são sigilosos. Com um software de confiança, é possível coletar dados em tempo real, favorecendo as melhores tomadas de decisões. Existem alguns ferramentas tecnológicas muito usados, como:

  • Big Data: arquiva uma quantidade enorme de dados sobre materiais usados no canteiro de obras, logísticas, investimentos, volumes, medidas, perfis dos clientes, horários, entre outros;
  • Machine Learning: aqui, computadores, equipamentos, dispositivos móveis e outros eletrônicos, são capazes de padronizar as informações e realizar previsões, a medida que, novos dados caem na base;
  • Inteligência Artificial (IA): ferramentas tecnológicas desenvolvem habilidades, mecanismos e comportamentos de humanos, para transmiti-os aos robôs. Um exemplo típico de IA são os chatbots disponíveis nos mais diversos sites;
  • Business Intelligence: O BI é o setor de atuação responsável por cruzar e analisar os mais diversos dados. Na construção civil, por exemplo, é possível combinar as demandas da construtora com informações relevantes para os clientes, a fim de encontrar a solução mais viável.

Portanto, a tomada de decisões baseada em dados melhora a competitividade, minimiza custos e desperdícios, permite entender melhor as necessidades dos clientes e otimiza a produtividade. Diversas ferramentas podem auxiliar gestores de diversos segmentos a padronizar e se destacar no mercado de atuação. Conte com tecnologias de confiança e garanta mais sucesso ao seu negócio.

Quer saber tudo sobre gestão no canteiro de obra? Entre em contato com a Qualitab e conheça soluções eficientes!

Gestão da Qualidade
Talvez você também goste:

Receba conteúdos em seu e-mail!

    Conteúdos recomendados

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Preencha esse campo
    Preencha esse campo
    Digite um endereço de e-mail válido.
    Você precisa concordar com os termos para prosseguir