Confira 8 passos para definir o orçamento de uma obra!

  1. Início
  2. Construção
  3. Confira 8 passos para definir o orçamento de uma obra!

Fazer o orçamento de obra é algo imprescindível para qualquer construção ou reforma. Esse documento é o responsável pela definição e direcionamento dos gastos na execução do projeto, e vai auxiliar o gestor a manter um controle eficiente do fluxo de caixa da empresa.

Quando o orçamento não é bem feito, problemas como falta ou excesso de materiais e prejuízo financeiro aparecem rapidamente, causando atraso na entrega ou até mesmo o abandono da construção. Por isso, ele é um dos responsáveis pelo sucesso do empreendimento.

Quer saber quais são os 8 passos para fazer um excelente orçamento de obra? Continue a leitura deste artigo que preparamos para você!

Qual é a importância do orçamento de obra?

A elaboração do orçamento de um empreendimento é uma das etapas mais importantes do seu desenvolvimento. Isso porque o cálculo dos custos diretos e indiretos envolvidos em uma construção vai impactar todas as outras fases, como compra de materiais, cronograma, contratação de funcionários, entre outras.

Além disso, um bom orçamento reflete a realidade da obra, sempre priorizando a redução de custos sem deixar de pensar na qualidade dos serviços e no lucro da empresa sem superfaturar o empreendimento. Esse documento também deve considerar os aspectos externos e internos à obra, evitando, assim, que imprevistos prejudiquem o andamento das atividades.

Um orçamento impreciso pode ocasionar diversos problemas, como:

  • descumprimento dos prazos;
  • prejuízo financeiro para a empresa;
  • abandono da obra por falta de verba;
  • compra de materiais de baixa qualidade ao observar somente o preço.

Como fazer um bom orçamento de obra?

Um orçamento completo exige muito estudo e atenção do engenheiro, e deve seguir alguns passos para que ele leve ao sucesso do empreendimento. Confira agora como elaborar esse documento tão importante.

1. Planeje

A fase de planejamento é a primeira para elaborar um orçamento de obra. Nela, devem participar os membros de cada disciplina do projeto, para que nenhum item fique de fora. Além disso, é importante utilizar tabelas que tragam informações como custos dos insumos, equipamentos, materiais e mão de obra. A mais utilizada é a do SINAPI — Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil — uma fonte confiável e atualizada mensalmente pelo IBGE e Caixa Econômica Federal.

2. Conheça o local da obra

Conhecer o terreno onde o empreendimento será construído permite que o engenheiro veja a obra de uma outra maneira, de modo que ele perceba certos detalhes que devem ser incluídos no orçamento.

Para ter certeza de que todos os materiais e serviços estão no documento, é importante ter uma checklist e verificar questões como nivelamento e ventilação do terreno, qual é o tipo de solo e a localização do lençol freático. Com isso, é possível identificar quais as condições necessárias para fazer a fundação, por exemplo.

3. Acompanhe o mercado

Conhecer as principais tendências do mercado da construção coloca a sua empresa à frente da concorrência e possibilita a elaboração de um orçamento de obra mais preciso e atualizado. Além disso, com o avanço da tecnologia, os equipamentos se tornam rapidamente obsoletos.

Sendo assim, é importante verificar a qualidade dos materiais cotados e a qualidade dos fornecedores. Opte pelas empresas que se atualizam com frequência e que ofereçam prazos de entrega compatíveis com as necessidades da construção.

Outro ponto que merece atenção são as alterações constantes nas leis ambientais e trabalhistas. Substituir materiais que podem prejudicar o meio ambiente e adequar os equipamentos de proteção individual são algumas maneiras de prevenir problemas como multas e paralisações.

4. Faça o levantamento de todos os custos

Uma das principais atividades na elaboração de um orçamento de obra é levantar os custos e quantidades de materiais, equipamentos e mão de obra que serão necessários direta ou indiretamente na construção.

Muitos engenheiros, ao fazerem esse levantamento, trabalham com diferentes cenários, o que pode orientar a equipe em diversas situações. Os cenários possíveis são o otimista, realista e pessimista.

5. Utilize valores de referência por região

Os preços de materiais e mão de obra são diferentes em cada estado. Por isso, não é prudente cotar o preço do cimento em Santa Catarina se a obra será feita em São Paulo, por exemplo. Isso pode fazer muita diferença no custo final do empreendimento.

Sendo assim, verifique se os preços colocados no documento estão de acordo com o que os fornecedores locais cobram, e lembre-se de atualizá-los constantemente devido às variações econômicas.

6. Calcule o BDI

O BDI, ou Benefícios e Despesas Indiretas, tem grande influência no preço de venda do empreendimento. Isso porque ele adiciona ao orçamento de obra as despesas que não são quantificáveis e não estão diretamente relacionadas com a construção propriamente dita. Sendo assim, o BDI leva em conta a administração e gestão, os custos financeiros, seguros, impostos e a margem de lucro da empresa.

7. Utilize a curva ABC

Resumidamente, a curva ABC é uma ferramenta orçamentária que classifica todos os produtos que serão utilizados na construção com base no grau de importância de cada um. Ela mostra quais são os materiais que merecem mais atenção e que podem comprometer o orçamento se não forem contabilizados de maneira certa. Normalmente, esses materiais são o concreto usinado, cimento e aço.

Além disso, a curva ABC mostra quais são os insumos que precisam ser mais barganhados com o fornecedor para reduzir os custos da obra.

8. Utilize um software de gestão

Fazer um orçamento de obra é algo trabalhoso e que exige muita atenção. Para facilitar esse trabalho, surgiram programas e ferramentas que automatizam grande parte do processo, oferecendo muita praticidade para as empresas.

Os softwares de gestão, além de auxiliarem na elaboração do orçamento, podem anexar informações como fluxo de caixa, lembretes de compra de materiais e nível do estoque, entre outros.

Como você viu neste artigo, o orçamento de obra é uma etapa fundamental para a construção de qualquer empreendimento, seja ele de pequeno ou grande porte. Fazê-lo corretamente exige muita atenção e estudo, o que pode ser facilitado com o auxílio de um software de gestão.

Se você ficou com alguma dúvida e quer saber mais sobre nossos serviços, entre em contato conosco!

Construção
Talvez você também goste:

Receba conteúdos em seu e-mail!

    Conteúdos recomendados

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Preencha esse campo
    Preencha esse campo
    Digite um endereço de e-mail válido.
    Você precisa concordar com os termos para prosseguir